Lua Cheia de Surpresas

No dia 31 acontece a Lua Cheia em Touro, em conjunção com Úrano. O que podemos esperar? Dias electrizantes, cheios de novidades surpreendentes (por vezes chocantes) e enormes mudanças. Sim, mais, muito mais. Atenção que isso não acontecerá apenas no dia 31, esta semana será um crescendo desta energia.

No signo de Touro queremos todos segurança, estabilidade, tempo para aproveitar o melhor do mundo e desta vida na Terra.

A passagem da Lua por este signo, normalmente, traz bons resultados, porque estamos mais despertos para as nossas verdadeiras necessidades e percebemos melhor como suprimi-las.

Contudo, a influência de Úrano pode ser bastante disruptiva. Úrano sacode-nos, acorda-nos da vida de zombies que levamos tantas vezes.

Estamos numa fase de investigações e pesquisas, com o Sol em Escorpião. E muitas desconfianças. Há muita fixação e obsessão em determinadas ideias, o que está na origem de enormes problemas.

Esta Lua Cheia pode ser utilizada a nosso favor para rompermos com os pensamentos e os comportamentos obsessivos que temos vindo a ter.

O mundo está em guerra, porque há uma guerra dentro de cada um de nós. Há medo, há desconfiança, há insegurança e há separação.

Todos gostaríamos de nos sentir mais seguros, mais confiantes no futuro. Contudo, temos vindo a acreditar que há forças exteriores a nós que nos roubam a segurança (vírus, governo, pessoas com diferentes pontos de vista…). E assim, todo o nosso poder é extraviado, abdicamos dele quando nos deixamos consumir pelo medo, pela indignação, pela revolta…

Apesar desta Lua Cheia anunciar um crescimento na revolta e uma atitude mais revolucionária, deveremos utilizá-la para voltar a perceber onde está a nossa segurança e o nosso poder.

A qualquer momento podemos escolher o que pensar. Não temos de pensar algo porque sempre foi o que pensamos e também não temos de pensar algo porque é o que nos dizem para pensar. O ser humano tem uma capacidade de adaptação surpreendente, assim como uma curiosidade que está na base de todos os avanços.

Quando desistimos de questionar, de tentar perceber, de ouvir o outro e até de nos fazermos ouvir… Onde chegaremos?

É altura de despertarmos para a vida (que vai muito além da sobrevivência).

É altura de nos realinharmos com aquilo que mais valorizamos, com aquilo que nos faz sentir vivos e felizes. É altura de sermos mais generosos: se não estamos a contribuir com algo que melhore a vida de alguém, estamos a fazer o quê?

A única constante da vida é a mudança e há alturas, como esta, em que isso é demasiado óbvio. Torna-se impossível continuar como temos andado. A nossa escolha está em decidir ser um agente de mudança ou uma vítima das mudanças que os outros provocam na nossa vida.

Acredito que o nosso espaço de manobra (liberdade) vai muito além daquilo que normalmente aceitamos.

Este ano, a mensagem que tenho interpretado tem a ver com tomada de responsabilidade e reconhecimento do poder pessoal. Muitas vezes, só damos valor a algo quando o perdemos. E talvez seja altura de voltar a reivindicar o que é nosso.

Está na altura de reivindicar a paz de espírito, a segurança interior. Está na altura de reivindicar a nossa presença total, porque se abdicarmos de estar aqui e agora (e isso acontece quando nos deixamos dominar pelo medo e pela ansiedade), estamos a abdicar das nossas responsabilidades pessoais e sociais e estamos a abrir mão de construir um futuro melhor.

Touro também está muito relacionado com as nossas finanças, que são um reflexo da forma como nos valorizamos e do valor que acrescentamos ao mundo. É altura de restabelecer o equilíbrio nesta área, também…

Feliz Lua Cheia 😊

Lua Nova em Balança

Photo by Sebastian Voortman on Pexels.com

A astrologia é uma interpretação de códigos, em que as posições relativas de planetas e estrelas vão resultar em mensagens acerca das nossas vivências.

A Lua Nova será amanhã, dia 16 de Outubro. Luas Novas marcam inícios e os dias anteriores a estes eventos chamam-se «Lua Negra», porque a Lua já está tão próxima do Sol que não se vê no Céu. Durante os períodos de Lua Negra, que antecedem cada Lua Nova, o melhor que temos a fazer é uma espécie de limpeza interior. São dias em que temos maior contacto com as nossas motivações inconscientes e por isso crescemos em auto-conhecimento e conseguimos decidir novos passos a seguir, novas etapas a delinear.

Mas este mês temos grandes reviravoltas para fazer.

A um primeiro nível, Lua e Sol em Balança impelem-nos a redefinir as nossas relações e os nossos contratos.

Photo by Gratisography on Pexels.com

A oposição a Marte sugere a criação de conflitos, afinal Marte é o «deus da guerra». Estes conflitos têm surgido, nos últimos dias, quando a vontade de um se tenta impor sobre a vontade de outro (ou de muitos). A mensagem por trás destes conflitos é um convite, a cada um de nós, para conseguir um equilíbrio na nossa vontade e nas nossas ações. Alguns andarão a fazer o que bem «entendem», sem pensarem nas consequências para os outros. Outros andarão sem fazer nada, por medo ou simples inércia. Mas nesta altura os dois polos encontram-se, surgem os conflitos, os desentendimentos, as discussões, e ambos os lados percebem que têm de alterar a sua forma de agir (faço figas por isso).

Mas ainda antes dos conflitos com outras pessoas ou na sociedade, deveríamos tratar dos conflitos dentro de nós. Por vezes chega a haver uma sociedade inteira dentro de uma só cabeça (mas talvez isso seja mais intenso em pessoas com forte energia de Úrano). Esta também é altura de equilibrarmos as nossas diferentes motivações e vontades. Grande parte do tempo não agimos a favor daquilo que seria melhor para nós, porque nem sequer pensamos ou decidimos como estamos a agir. Andamos simplesmente em modo automático, a fazer o que sempre fizemos e a reagir da mesma forma de sempre.

Esta fase será muito melhor aproveitada se pararmos um pouco para decidirmos quais são as nossas prioridades. Só depois de realmente compreendermos, de forma consciente, o que nos é mais importante, podemos alinhar as nossas ações de forma a conquistarmos uma vida plena de significado.

Photo by Polina Zimmerman on Pexels.com

Vénus, o planeta regente de Balança, está em Virgem (felizmente para Virgens, Touros e Capricórnios) e prepara-se para harmonizar a energia em Capricórnio. Este aspeto ajuda-nos a harmonizar as nossas relações no trabalho e com a família. Com trabalho e intenção, claro. Queremos fazer mais pelos outros e temos um pouco mais de gosto em realizar o nosso trabalho (algo de positivo que nasce de tantos impedimentos ao trabalho). A procura de métodos naturais de cura e de manutenção da saúde aumenta agora. Já Hipócrates disse: «Que a alimentação seja o teu remédio». Eu, por exemplo, que nasci com Vénus em Virgem, vendo-me obrigada a andar de máscara mais de 12 horas por dia, há umas semanas que comecei a aromatizá-las com óleos essenciais: hortelã pimenta, eucalipto, limão, lavanda,…

Photo by Pixabay on Pexels.com

Vénus também se prepara para fazer uma oposição a Neptuno, dentro de alguns dias, anunciando neblinas, dúvidas, incertezas, indecisões, desilusões. A vontade de escapar à «realidade» será mais que muita. Neptuno e Vénus juntos levam-nos a idealizar as pessoas, as relações, e até a nossa situação financeira. Há que ter cuidado com os gastos, porque Neptuno traz dissolução. Contudo, as coisas não são sempre boas nem são sempre más. Tudo vai depender da etapa de evolução em que cada um se encontra. Quanto mais conscientes nos tornamos, mais leves são os nossos «avisos». Além disso, este aspeto tem em si muitas sementes positivas, pois pode ajudar-nos a entrar em maior contato com a nossa intuição, com orientação divina. Ajuda-nos também no processo de nos colocarmos no lugar do outro, para ganharmos maior compreensão. Pode simbolizar uma etapa muito importante de união e de crescimento em Amor Incondicional.

Photo by Lennart Wittstock on Pexels.com

Convém não esquecer que Mercúrio, o mensageiro, continua retrógrado e em oposição a Úrano. É tempo de libertação e cura de traumas. O que quer dizer que eles se tornam muito conscientes. A verdade vai surgindo aqui e ali. Os despertares vão acontecendo aqui e ali. Todos os dias há novidades e acontecimentos inesperados. Nem sempre são agradáveis, mas incitam sempre à mudança de pensamento e levam ao borbulhar da Verdade. A sujidade não se pode varrer para debaixo do tapete para sempre. Vai chegar o tempo em que é tanta, que o tapete se levanta do chão.

Agir consoante a nossa verdade

Outubro está a ser um mês cheio de atividade e acontecimentos e assim vai continuar…

Mercúrio tem estado a fazer oposição a Úrano, agitando as nossas mentes, trazendo novidades inesperadas e mudanças a toda a hora. Mercúrio vai ficar retrógrado, por isso vai continuar a tentar fazer o possível (e às vezes o inacreditável) para que verdades sejam descobertas, para que as motivações sejam conhecidas…

Marte vai estar em oposição ao Sol, nos próximos dias, ao mesmo tempo que os dois fazem quadratura aos planetas em Capricórnio.

Enquanto vamos percebendo e descobrindo novos níveis de realidade e de verdade, descobrimos que devemos adequar as nossas ações. O Sol em Balança lembra-nos de ouvirmos os outros, mas também nos pede equilíbrio: há que ter cuidado com reações exageradas, decorrentes de traumas passados em que a nossa importância, enquanto pessoa única, foi desvalorizada… Mas também há quem tenha de ter atenção para não se continuar a “apagar” e a vergar à vontade ou às ideias dos outros, por medo de assumir a sua posição.

É altura de assumirmos as nossas verdadeiras posições e opiniões, não partindo para uma batalha, mas abrindo um campo de discussão, de escuta mútua.

Mudanças são essenciais, agora. E a abertura da mente também.

Hoje e amanhã já temos Vénus a fazer um trígono com Úrano, o que é um excelente aspeto para tomar medidas práticas que nos ajudem a voltar a estabelecer relações mais positivas, a abrir a nossa mente às possibilidades, a escutar de outra forma…

A nossa auto-estima também tem agora um bom impulso, que devemos aproveitar para seguir a nossa verdade de forma corajosa.

Desejo-vos um excelente fim de semana!

Lua Cheia em Carneiro

Começamos o mês de Outubro em cheio, com a Lua!

A atenção vira-se para o «Eu» – o que eu quero, o que eu preciso, o meu corpo, a minha individualidade.

Photo by ThisIsEngineering on Pexels.com

A Lua fará conjunção com Quíron, o «curador ferido», e por isso temos a oportunidade de sentir e perceber o que podemos fazer para curarmos o que precisa de ser curado – talvez seja o corpo, talvez seja a vontade (ou a falta dela), talvez seja a atitude reativa e exagerada…

Nesta jornada de crescimento e melhoria do «Eu», não estamos sozinhos, como é óbvio… Para a Lua estar cheia em Carneiro, o Sol está a iluminá-la do signo de Balança – o signo dos «outros», das relações, da busca do equilíbrio.

Photo by Tasha Kamrowski on Pexels.com

É através das nossas interações com os outros que nos vamos conhecendo e que percebemos em que sentido precisamos de ir «limando» a nossa personalidade, em que sentido precisamos de evoluir. Mas é também através dos outros que percebemos a nossa importância, o nosso valor… Uma das coisas que esta Lua nos vem lembrar é de que forma podemos honrar a nossa personalidade única e, ao mesmo tempo, ajudar os outros, fazer a nossa valiosa contribuição em cada uma das nossas relações, no trabalho, etc…

Além disso, continuamos a trabalhar com toda a energia em Capricórnio, que faz quadratura a Carneiro e Balança, na transformação da sociedade.

Portanto, este é um tempo para, realmente, voltarmos a centrar-nos em nós e no nosso caminho, mas sem esquecer a influência que temos nas nossas relações e no mundo à nossa volta.

Não temos poder sobre tudo, mas normalmente, temos mais poder do que pensamos. E se descobrirmos em nós o poder e a capacidade de nos tornarmos melhores, automaticamente estaremos a tornar o mundo melhor, uma pessoa de cada vez.

Marte é um planeta importante nesta fase, já que rege Carneiro e faz aspetos importantes a outros planetas.

Photo by Pixabay on Pexels.com

Marte está retrógrado, levando-nos a reconsiderar ações passadas a partir das consequências que tivemos. Então, temos de perceber agora que tipo de ações e comportamentos devemos eliminar ou reduzir, porque tiveram maus resultados nos últimos meses, e que tipo de ações e comportamentos devemos retomar, porque sabemos que já nos ajudaram a conseguir objetivos importantes.

A quadratura entre Marte em Carneiro e os planetas em Capricórnio levou-nos a sentir impedimentos e bloqueios àquilo que esperaríamos ser o fluxo normal da nossa vida… Sentimo-nos limitados ou até mesmo travados no nosso avanço. Tudo isto está a servir para tomarmos ações de forma bastante mais consciente daquilo que realmente nos motiva. E a motivação, a intenção, é o mais importante. Ou seja, para conseguir um mesmo objetivo, não há apenas um caminho. E se não estamos a ter bons resultados com o que temos feito nos últimos meses, agora estamos na altura de descobrir o porquê de estarmos a fazer o que temos feito, o que realmente nos motiva lá no fundo. E assim, com conhecimento da nossa motivação mais verdadeira, podemos adequar as ações, contornando os obstáculos (ou fazendo mesmo uso dos obstáculos) para chegarmos aos nossos objetivos.

Quem tem «Razão»?

Por estes dias estamos a sentir a quadratura entre Mercúrio e Plutão, que vai ser exata no dia 21 de Setembro.

O planeta que simboliza pensamento e comunicação (Mercúrio) liga-se (muito pouco harmoniosamente) ao planeta do poder, dos segredos, tabus e medos.

Mercúrio passeia por Balança e faz-nos pesar os dois lados (ou os muitos lados) de uma questão. É altura de debates quentes e é MUITO fácil que eles aqueçam demais e se transformem em conflitos de ideias, em que nos tentamos convencer uns aos outros de onde está a Verdade e a «Razão».

Esta é uma fase crítica de abertura de mentalidades e de alteração da forma como comunicamos.

A cabeça do Dragão está em Gémeos até 2022. Isto significa que estamos num período em que devemos procurar múltiplas perspetivas, devemos buscar informação de forma ativa, somos mais impelidos para aprender sobre múltiplos assuntos e somos chamados a pôr o raciocínio lógico em ação. Temos de avaliar até onde deixámos crescer a nossa atitude de credulidade e deixámos de alimentar a nossa mente científica: a parte de nós que tem curiosidade, que questiona, que coloca hipóteses, que testa e verifica o que é Verdade e o que não é.

Uma coisa não é Verdade porque sai da boca de alguém prestigiado, porque é impressa em jornais (ou num blog). Uma coisa não se torna Verdade por ser repetida milhões de vezes. Ou torna?

Galileu foi condenado por afirmar que o Sol e os planetas não giravam em torno da Terra.

Temos, perante nós, uma oportunidade ENORME de investigar e descobrir, de aprofundar o nosso conhecimento sobre o mundo, de alargar ou mudar o nosso conceito de Verdade. E melhor ainda, temos a oportunidade de nos conhecermos a nós próprios, a um novo nível.

Mas para isso, precisamos de questionar, de continuar curiosos, de querer aprender…

E precisamos de vigiar aquele lado de nós que quer ter razão a todo o custo. As tempestades não são só na rua. São principalmente dentro de nós e dentro das nossas relações. Podemos dar por nós a exigir bruscamente algo que seria muito mais fácil de conseguir se o pedíssemos com abertura, honestidade e cordialidade.

Para quem tem vontade de crescer e de desenvolver a sua consciência, estes dias podem alargar imenso os horizontes e transformar, de uma forma muito positiva, a maneira como escutamos e como nos expressamos.

Que os vossos arco-íris sejam belos!

Lua Nova em Virgem

Desbloquear caminhos

17 de Setembro de 2020

Esta Lua Nova pede-nos que entremos de novo em contacto com a sabedoria do corpo, com a sabedoria da Terra.

É altura de nos voltarmos a comprometer com a Natureza em nós e à nossa volta, melhorando a qualidade dos alimentos que escolhemos para construir o nosso corpo, sintonizando os nossos ritmos com os ritmos do Sol e da Lua, marcando uma presença mais próxima com espaços verdes…

Quando não estamos totalmente presentes na nossa vida é porque andamos anestesiados de alguma forma, tentando fugir de coisas que achamos que nos causam sofrimento (ou pelo menos insatisfação). Levar a vida em piloto automático faz com que, de vez em quando, acordemos sem saber onde estamos.

Agora somos chamados para realmente estarmos presentes e voltarmos a organizar as nossas vidas, trazendo mais ordem e focando-nos no trabalho, no serviço que temos de fazer.

É altura para nos livrarmos de coisas que não nos servem, que não nos são úteis ou nem nos trazem alegria. Aliviar a casa de tralha acumulada ajuda a energia a voltar a fluir de forma mais saudável.

Não é só a casa que precisa de ser organizada. O corpo e a mente também beneficiam agora da oportunidade de se renovarem e purificarem. É uma altura excelente para retomar ou desenvolver práticas que nos devolvam o bem-estar e o sentido de utilidade.

Cada um de nós tem uma maneira especial de expressar a sua forma única de ser, ao mesmo tempo que contribui para facilitar, de alguma forma, a vida de outros.

Estamos numa fase de desbloqueio de caminhos, não por sorte ou destino, mas por estar na hora de tomarmos decisões e de assumirmos compromissos que implicam alterações nas nossas rotinas e nos nossos hábitos. Ao tomarmos estas decisões, devemos avaliar em que sentido devemos simplificar e tornar as nossas vidas mais práticas.

Podemos ter chegado recentemente a um impasse, podemos ter-nos deparado com um emaranhado na nossa passagem ou um muro à nossa frente.

Esta Lua chama-nos de volta a nós e pede-nos que usemos uma atenção minuciosa aos detalhes para nos desemaranharmos dos enleios da vida. Esta Lua também nos lembra das possibilidades e da importância da ajuda mútua. Por maior que um muro possa parecer, ele pode ser desconstruído pedra por pedra, com dedicação e persistência. E se nos ajudarmos uns aos outros a desfazer estas barreiras, mais depressa conseguiremos voltar a seguir em frente.

Ajustar a rota

Estamos naquela fase do ano em que precisamos de perceber onde podemos melhorar e que esforços diários precisamos fazer para que as nossas vidas fluam melhor. Ter férias e descansar é excelente, como é óbvio, mas é importante que as nossas vidas e as nossas cabeças estejam bem estruturadas e organizadas para que possamos usufruir o melhor possível de todos aqueles meses em que não temos férias.

Com o Sol em Virgem, é tempo de pensar mais em cuidar do corpo e da saúde, é tempo de pôr tudo a brilhar desde o âmago, é tempo de nos livrarmos do que é desnecessário, é tempo de nos dedicarmos a pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Hoje (dia 9) é um dia especial, pois o Sol faz um trígono a Júpiter, mostrando-nos como os nossos planos podem resultar, se estivermos dispostos a dar os passos necessários. O sucesso ou a felicidade não são coisas que nos surgem um belo dia, ao acordarmos depois de uma noite repousante, despertando-nos para uma vida fácil e sem problemas. O sucesso ou a felicidade (e, em grande parte, até mesmo a saúde) são resultados de uma forma de vida, de um estilo de vida que se constrói, que se vai criando e adaptando.

Se pode parecer bastante aceitável que o sucesso no trabalho venha de um esforço diário em superar-se a si próprio, ou que a nossa saúde dependa essencialmente da nossa dieta e de como nos movimentamos (ou não), poderá ser mais difícil acreditar que a felicidade nasça dos nossos hábitos e rotinas. Acordar cedo não faz ninguém feliz, 5 números e 2 estrelas, isso sim

Claro que cada um terá o conjunto de hábitos e rotinas mais adequados a si. A questão que coloco agora é : será que os hábitos que temos agora, são aqueles que nos trazem mais felicidade?

O Sol vai passar em oposição a Neptuno, dentro de dois dias (11 de Setembro). Esta é uma fase para perdermos ilusões. Podemos ter vontade de querer «escapar», de fechar os olhos à realidade (e cada um tem a sua maneira preferida de o fazer), mas devemos aproveitar para aprender a ver para lá dos nossos sonhos e das nossas expectativas. Este mundo em que vivemos tem milhentas limitações, nós e os outros humanos com quem nos relacionamos temos milhentos defeitos. Não, defeitos não, porque não somos produtos. Nós pessoas, somos processos, processos sem fim. E por isso, temos um enorme potencial e vemos um enorme potencial nos outros, o que é excelente. Só precisamos de fazer mais uso da nossa compreensão do processo que somos e de ter mais paciência no aperfeiçoamento do processo. Não vale de muito ter pressa, porque de maneira nenhuma vamos conseguir acabá-lo. É até contraprodutivo andar à procura de tudo o que está mal em nós, nos outros e na nossa vida, porque isso aumenta de forma explosiva a ansiedade e bloqueia a nossa capacidade de crescer e mudar, que era o nosso objetivo em primeiro lugar.

Portanto, talvez seja boa ideia usar os próximos dias para contemplarmos as nossas vidas, para pensarmos em como ajustar as nossas rotinas e esforços diários de forma a seguirmos realmente os nossos sonhos, em vez de esperarmos que tudo nos caia no colo, num belo dia em que o sol nascer já a meio do Céu.

Podemos sentir as coisas a parar, podemos não ter já tanta vontade de prosseguir com a energia que tínhamos antes, por acharmos que será preciso um esforço muito maior do que pensávamos inicialmente. Como se estivéssemos uns dias dentro de uma dieta e, ao fim da semana, decidimos «romper» e comemos um bolinho. E depois, martirizamo-nos ao máximo porque cometemos um deslize e porque ainda não vimos resultados, acabando por mandar a dieta toda ao raio que a parta.

Marte, que representa a nossa força de vontade e a nossa capacidade de ação, está estacionário(aparentemente parado) e vai iniciar hoje o seu movimento retrógrado. Quando entrou em Carneiro, no final de Junho, encheu-nos de energia, de paixão, de vontade de começar projetos, veio lembrar-nos de novas formas de nos reinventarmos, de nos sentirmos mais vivos… Durante as últimas semanas, contactou os planetas em Capricórnio, que nos vieram lembrar de algumas coisas, como, por exemplo, as limitações ligadas ao tempo, ao espaço e ao dinheiro…

Assim, tivemos a oportunidade de perceber onde havia «falhas» ou lacunas nos nossos planos e na nossa forma de seguir em frente. Agora, que Marte vai voltar atrás e contactar de novo todos esses planetas, podemos adequar as estratégias. Podemos não seguir em frente tão depressa como gostaríamos, mas pelo menos percebemos que não vamos sozinhos. E assim podemos chegar muito mais longe.

O Livro Secreto do Meu Filho

Ebook exclusivo e personalizado, desenvolvido especialmente para o seu filho(a)/neto(a)/sobrinho(a), a partir da interpretação do seu mapa astrológico natal.

“O Livro Secreto do Meu Filho” é um livro muito especial, feito de forma carinhosa e exclusiva para o seu filho(a)/neto(a)/sobrinho(a) (dos 0 aos 10 anos), com base no seu mapa astrológico natal.

De acordo com as posições dos astros no momento de nascimento da criança, podemos descobrir características muito importantes da sua personalidade e percebemos de que formas podemos apoiar e incentivar a criança a alcançar todo o seu magnífico potencial.

“O Livro Secreto do Diogo”, “O Livro Secreto da Matilde”, “O Livro Secreto do João”,… são livros únicos. Cada um é absolutamente original, completamente personalizado, e repleto de segredos e curiosidades acerca da forma de ser da criança, de quais são as suas qualidades e propensões naturais.

“O Livro Secreto do Bebé/Criança” apresenta-se num formato digital (ebook) e tem entre 20 e 30 páginas A5.

Para mais informações, por favor contacte-me pelo email acccmc@gmail.com.

Romper os moldes

Lua Nova em Leão – 19 de Agosto

Dentro de alguns dias, temos a Lua Nova em Leão (na madrugada de dia 19).

O Sol, a Lua e Mercúrio juntam-se para nos lembrarem da importância de brincar e de criar. Para nos lembrarem da importância da nossa criança interior.

Às vezes a vida custa demasiado, porque fomos e somos obrigados a «crescer», a endurecer e a «encaixar-nos» nas regras e mandamentos da sociedade.

Pelo caminho, arrancaram-nos (e arrancam-nos) a nossa capacidade de diversão, a nossa habilidade de tornar os dias mais felizes, de maneiras simples e espontâneas…

Por isso, é de grande importância alimentarmos a energia de Leão em nós.

Os próximos dias servem para nos lembrarmos de como podemos voltar a despertar o entusiasmo, a diversão, a alegria de viver.

Até as tarefas mais corriqueiras podem e devem ser transformadas com um espírito criativo e divertido.

A energia em Capricórnio não gosta muito desta conversa, o que quer dizer que sentimos e vamos sentir resistências, impedimentos, atrasos ou até aparentes impossibilidades.

Somos habituados e condicionados a muitas coisas, em muitas áreas…

Por exemplo, comemos o mesmo tipo de refeições e alimentos durante anos; acreditamos que existem idades determinadas para estudar, casar, ter filhos…

E de vez em quando, como agora, é preciso questionarmos se realmente aquilo a que estamos habituados ou aquilo que nos indicam como «normal» e «aceitável» é o melhor para nós.

Talvez esteja na altura de romper com uma antiga versão de nós e fazermos um esforço consciente para nos reinventarmos, para resgatarmos dentro de nós aquela criança curiosa e sonhadora, cheia de energia, cuja alma se alimenta de novas experiências, todos os dias.

É altura de reavivarmos a chama em nós, de lhe darmos ar e espaço para crescer. Podemos fazer isto de formas bastante simples. Fazer algo diferente a cada dia, ou na maior parte dos dias, não precisa de ser excêntrico. Uma ideia, um bilhete, um encontro, uma receita, um convite, um jogo, um hobby, um filme, um livro, aprender a tocar um instrumento, a dançar, começar a treinar algum desporto…

Existem tantas formas de crescermos, de nos descobrirmos e de nos reinventarmos… E esse é um trabalho que é nossa responsabilidade. Quando não o aceitamos, deixamos que o mundo nos molde consoante interesses que nos escapam…

Está na altura de sairmos dos moldes e das formas em que nos tentam enfiar. Está na altura de nos erguermos orgulhosamente por sermos únicos. Está na altura de usarmos a coragem de fazer diferente, de ser original. Está na altura de usarmos as nossas maravilhosas capacidades para Criar uma vida muito mais adequada à nossa forma única de ser. Pode não acontecer de um dia para o outro. Mas acontece um dia após o outro, quando nos dedicamos a fazer o melhor de cada dia que temos.

Lua Cheia em Aquário

Para começar Agosto, temos a Lua Cheia em Aquário, que faz quadratura com o revolucionário Úrano, ao mesmo tempo que Mercúrio se opõe à enorme energia em Capricórnio.

É altura de seguirmos em frente, ou seja, de fazer diferente. Isso pode ser difícil, na medida em que estamos algo presos na segurança dos hábitos e costumes. Contudo, esta é uma dessas alturas, em que devemos perceber o que está por trás dos nossos comportamentos e mudar essa motivação.

Não que todas as nossas motivações estejam erradas, claro, mas haverá algumas que são apenas um modo de auto-proteção, despoletado numa situação traumática passada.

Esta é também uma altura para avaliarmos o equilíbrio que temos entre aquilo que nos torna diferentes uns dos outros e aquilo onde devemos lutar para ter igualdade.

Devemos treinar a atitude desapegada de aquário para lidar de forma mais racional e lógica com as situações que nos são agora apresentadas.

Muitas vezes, aquilo que os outros dizem ou fazem não tem muito (ou mesmo nada) a ver connosco, apesar de acabar por nos atingir…

Então, lembremo-nos de manter uma certa distância emocional e uma atitude de questionamento e curiosidade, em vez de assumirmos isto ou aquilo. Em vez de nos sentirmos ofendidos, sejamos mais abertos, para dizer o que sentimos e para perguntar porque é que a outra pessoa fez o que fez ou disse o que disse.

Se surgirem desacordos, é importante não continuar a exigir que o nosso ponto de vista prevaleça. Numa relação é mais importante escutar, comunicar verdadeiramente. Não é que tenhamos de concordar com tudo o que o outro diz, mas apenas por estarmos disponíveis para ouvir, podemos evitar uma discussão dolorosa.

A Lua em Aquário também nos lembra para estarmos com a nossa família, com os nossos amigos, para nos lembrarmos de tudo o que já construímos juntos e para percebermos tudo o que podemos vir a construir ainda.

É uma altura para nos voltarmos a encher de sonhos, para remodelarmos a visão que temos para o futuro e para nos unirmos, de forma a fazermos acontecer.

Uma excelente Lua Cheia para todos!