O poder da intenção

Lua Nova em Carneiro – 12 de Abril de 2021 (2:32)

Esta é a Lua Nova do primeiro signo astrológico: Carneiro. Símbolo de começar, de seguir em frente, de acelerar. Como se não bastasse, todos os planetas estão em movimento direto, ajudando-nos a tomar um impulso entusiasmado no nosso caminho.

Até dia 11, temos tempo para nos voltarmos para dentro e tomarmos contacto com os nossos desejos, para nos alinharmos com as intenções da nossa alma. Podemos aproveitar para dar paz a alguns aspetos do nosso passado, libertando mágoas que possam haver e agradecendo as lições que nos fizeram chegar onde estamos agora. Para fortalecer esta nossa atitude de libertação e preparação para o futuro, estes dias antes da Lua Nova são muito indicados para limpar e «destralhar» a nossa casa, o nosso espaço, o nosso corpo.

Os nossos planos começam a alinhar-se, mas primeiro devemos fazer a preparação do terreno, limpando o que não interessa, para que depois possamos nutri-lo e fertilizá-lo devidamente para vermos as sementes a crescer.

A nossa cabeça está cheia de ideias e sonhos, desejosa de novidades, de oportunidades. Podemos, contudo, sentir-nos inseguros, porque a nossa impaciência quer tudo para ontem e quando não vemos os resultados hoje ficamos frustrados e tendemos a desanimar, talvez a desistir… Não estamos em tempo de desanimar e desistir, embora possa haver alguma incerteza perante o futuro. O tempo é para ir em frente, para fazer algo concreto para prosseguirmos, para alimentar os nossos sonhos.

A nossa vontade e energia estão a atingir um pico, levando-nos a agir, a querer começar projetos, fases de vida… Para não desperdiçar ou dispersar esta energia, precisamos de encaminhá-la para o nosso foco. Precisamos de clarificar os nossos objetivos, até porque é bem possível que tenhamos diversas coisas que queiramos fazer acontecer. Um dos segredos para alinharmos a nossa energia é refletir sobre as nossas prioridades. É essencial fazermos isso, para podermos tomar as decisões mais adequadas em todos os momentos. Isto até pode parecer óbvio, mas muitas vezes desenvolvemos «listas de prioridades» inconscientemente, que nos levam a tomar decisões erradas pela vida fora. Conheço muitas pessoas que dizem que a saúde é importante, mas pelos atos que tomam, sabemos que a sua prioridade é o sentirem-se bem agora, já – o que significa um docinho, um cigarrinho, etc.

Estamos perante uma fase muito impulsionadora que podemos e devemos aproveitar, com entusiasmo, com paixão.

Depois de dia 12, as coisas começarão a delinear-se, a crescer, a aparecer.

Quais são as sementes que vamos lançar? Qual é a intenção que temos para o nosso caminho?

O que queremos ver crescer na nossa vida? O que é que nos faz sentir jovens e vivos?

O que escolhemos fazer para construir uma nova fase da nossa vida?

Desejo felizes inícios (e renascimentos) a todos!

Lua Cheia em Balança

28 de Março de 2021

A cura do ego e a aproximação das Almas

No dia 20, o Sol entrou em Carneiro, marcando o início do ano astrológico. Estamos numa fase de inícios e reinícios, de muita atividade, de maior foco no Eu.

Esta atenção ao ego é necessária, saudável e faz parte do nosso caminho, do nosso desenvolvimento e da nossa felicidade. Como podemos ser felizes se não nos conhecermos, se não soubermos o que preferimos, o que gostamos de fazer, o que queremos fazer?!

Durante estes dias, até à Lua Cheia, temos a oportunidade de curar e harmonizar a nossa relação connosco e o nosso sentimento de autoestima.

É uma boa altura para fazermos «as pazes» com o nosso corpo físico, arranjando formas agradáveis de tratar dele. Essa é uma das formas em que ficamos a ganhar por dar maior atenção ao «Eu»: ao entrarmos em maior contacto connosco, percebemos o que é melhor para nós e podemos adequar as nossas estratégias. Não existe uma única forma correta para tratarmos do corpo físico. Temos de alimentá-lo com nutrientes e temos de movê-lo, mas a partir daí podemos fazer inúmeras escolhas que estejam mais em harmonia connosco e com o nosso corpo. Podemos preferir determinados alimentos a outros, determinados exercícios a outros.

Estamos numa fase de cura, sem dúvida. Temos ao nosso dispor uma energia de impulso e avanço e por isso devemos fazer o que estiver ao nosso alcance para manipulá-la a nosso favor. Energia em excesso que não é canalizada positivamente pode transformar-se em nervosismo, ansiedade,…

Portanto, devemos aproveitar a oportunidade para subirmos mais um nível na manipulação da energia que temos ao nosso dispor. E que formas (fáceis e acessíveis a TODOS) temos para manipular e controlar a nossa energia?

  • Primeiro, e importante para lá de medida: a respiração. Existem muitos exercícios diferentes, por exemplo:
    • algumas respirações profundas, com expiração audível pela boca («aaaahhhh») pode aliviar muita tensão;
    • respiração em quadrado: inspiração pelo nariz durante 4 segundos, retenção do ar por 4 segundos, expiração por 4 segundos, retenção dos pulmões vazios por 4 segundos. Esta técnica ajuda também a acalmar e a focar a mente, trazendo-nos maior equilíbrio. Não deve ser feita em esforço, o tempo de cada fase da respiração é igual (daí o nome «quadrado»), mas pode ser diferente de 4 segundos, de acordo com a capacidade respiratória da pessoa.
  • A alimentação: aqui, lidamos com o mais ou menos óbvio, que toda a gente sabe, mas que se ignora vezes demais. Aquilo que comemos influencia imenso a nossa energia. E exagerar no açúcar (doces) não é favorável, porque nos dá um pico, seguido de uma enorme queda, levando-nos a alterações bruscas na nossa energia e humor. Uma alimentação diversificada, com uma grande quantidade de vegetais, assegura os nutrientes que necessitamos, não apenas para o corpo funcionar bem, mas para o bom funcionamento da mente, também: quando faltam determinados minerais ou aminoácidos, a qualidade dos nossos pensamentos e o nosso estado de espírito são afetados. Portanto, a alimentação está por trás da nossa saúde física, mas também da nossa saúde mental, influenciando a nossa energia geral.
  • O exercício: mexer o corpo, tal como a alimentação, está na base da saúde física e da saúde psicológica. Praticar exercício adequado a nós não só melhora o nosso estado físico, como nos faz produzir hormonas que nos dão uma sensação de bem-estar e maior autoestima. Só ganhos, certo?!
  • Estar em contacto com a natureza: uma pequena visita a uma área florestada ou até cuidar de vasos na varanda pode ser muito terapêutico…
  • Fazer mais daquilo que nos enche a alma: cada um deve saber o que é aquela coisa que mais lhe faz bem, tal como sabe qual é o seu nome… Isto é algo único para cada um e pode alterar com as fases da vida, mas tem em comum a sensação de paixão e leveza que nos dá…

É muito importante trabalharmos para manter o nosso equilíbrio físico e psicológico, principalmente em alturas como esta, em que a atividade mental está acelerada, há muito mais interações, muito mais conversas. Precisamos de nos esforçar para mantermos o nosso centro e para sabermos bem quem somos neste momento, caso contrário, podemos ser levados por torrentes de opiniões e ideias.

Esta lunação é um convite ao equilíbrio – equilíbrio interior e equilíbrio com o outro. Como sabemos, o equilíbrio interior tem de vir primeiro.

Primeiro temos de ter consciência de quem somos, de quem queremos ser.

Precisamos de nos aceitar, de aceitar as circunstâncias em que estamos, precisamos de aceitar a responsabilidade das escolhas que fizemos até hoje.

Precisamos de aprender a amar-nos melhor, a nós próprios, cuidando realmente de nós. Custaria assim tanto fazer menos do que nos prejudica (ao corpo e à mente) e mais do que nos ajuda a crescer e a melhorar?!

Enquanto vamos aprendendo a amar a pessoa que somos, vamos seguindo na nossa verdadeira cura, vamos seguindo de encontro à nossa alma, unindo as diferentes partes de nós.

E é com o foco neste sacrifício (= «trabalho sagrado») de amor, que vamos curando também a forma que temos de nos relacionarmos. Enquanto não estivermos dispostos a aceitar determinadas partes de nós, os outros vão continuar a insistir em mostrarem-nos isso. Enquanto estivermos inconscientes de quem somos, do que precisamos curar em nós, as imperfeições vão continuar a aparecer nos outros. Precisamos de coragem para reconhecer os nossos espelhos. E, como se costuma dizer, não vale a pena limparmos o espelho, quando é a cara que está suja. Quando nos focamos em mudar as nossas atitudes, podemos mudar o nosso mundo.

Temos agora a oportunidade para fortalecer relações, fortalecer laços, mas isso acontece através da flexibilidade, da vulnerabilidade, da compreensão. Às vezes, para ter algo, basta pedir. Mas para pedir, muitas vezes é preciso a coragem da vulnerabilidade – assumir-se que se precisa de algo, que nos falta algo. O orgulho pode colocar grandes barreiras na nossa vida. É altura de sermos honestos com aquilo que precisamos – os outros, como são diferentes, até podem nem perceber – o diálogo aberto pode levar-nos longe.

É uma boa altura para nos abrirmos e para deixarmos o outro abrir-se. Com cuidado, porque todos temos feridas interiores e reagimos mal quando outro a toca. E é importante que tenhamos isto em consideração, porque nem sempre sabemos quando estamos a tocar na ferida. Nem sequer sabemos logo que nos estão a tocar na nossa antiga ferida – às vezes acreditamos que nos estão a ferir de novo, e nem percebemos porquê.

Por isso, neste tempo de vulnerabilidade, foquemo-nos na cura e no amor e vamos tentando descalcificar o coração, para nos aproximarmos mais uns dos outros, não só de corpo, mas principalmente de alma.

Feliz Lua Cheia!

Amor ideal – 8 a 13 de Março

Sol, Lua, Vénus e Neptuno em Peixes

Esta semana leva-nos a uma Lua Nova em Peixes, de energia tremendamente sonhadora, criativa, romântica, compassiva e idealista, que acontecerá no dia 13.

Até lá, temos dias de libertação e de preparação para um novo ciclo, como é próprio dos dias anteriores à Lua Nova.

No dia 8, a energia é de seriedade e de esforço, é dia de usarmos o nosso sentido prático e de fazermos algo que realmente faça diferença na nossa qualidade de vida. Hoje é dia de investir tempo, paciência e dinheiro em algo que queiramos alterar – principalmente em algo que queiramos fazer diminuir. A fase minguante da Lua e a nossa tendência mais focada favorece limpezas, libertação de vícios, desintoxicações, alterações na dieta…

Boa altura para desintoxicar o corpo, até ao dia 13 de Março

Nos dias 9 e 10, temos a névoa do alinhamento entre o Sol e Neptuno. Não conseguimos ver as coisas como costumamos, temos de aprender a sentir, temos de aprender a confiar. Nestes dias podemos ter a tendência para usar demasiado a cabeça e para nos querermos agarrar àquilo que achamos sólido e permanente. Mas isso pode ser fonte de algum sofrimento (em especial no dia 9), pois a única constante da vida é a mudança. Podemos inundar-nos de saudades do que passou, pode faltar-nos o ar com as incertezas do futuro…

E qual é o segredo para escapar a isto?

Acredito que esteja nos momentos em que nos identificamos com a consciência que somos, quando nos destacamos e nos diferenciamos da nossa mente e do que pensamos.

Parece difícil?! É questão de treinar, como digo ao meu filho (para quase tudo!)

Quanto mais vezes nos lembrarmos de prestar atenção ao que estamos a pensar, mais vezes deixamos de estar prisioneiros do que «pensamos» e evitamos aqueles furacões rodopiantes de memórias dolorosas a criarem futuros medonhos.

Tomar consciência do que se passa na nossa mente pode mudar a nossa vida.

De cada vez que prestamos atenção ao que estamos a pensar, deixamos de ser quem está a pensar e passamos a ser quem tem consciência do que está a pensar. Desta posição, conseguimos apanhar melhor as armadilhas da mente e do pensamento. Desta posição, podemos semear na mente os pensamentos que vão melhorar os nossos dias.

E tenho excelentes notícias! Podemos semear estes pensamentos mais positivos para nos ajudar a criar um futuro melhor, acreditando que somos capazes de fazer acontecer muita coisa, mas também podemos semear um pensamento mais positivo no passado. Não só podemos, como devemos, porque é no que já aconteceu que estão as correntes que nos apertam.

Ah, e como é que se comete essa insanidade de alterar o que já passou?

Não é de todo uma insanidade… É, isso sim, uma receita para a saúde mental: dar uma interpretação diferente ao que aconteceu, dar o perdão necessário: a outro, ou a nós mesmos. E agradecer, porque, qualquer que tenha sido a situação, aconteceu para a evolução das Almas humanas que a experienciaram.

No dia 10, a energia alivia bastante, dando-nos a oportunidade de uma perspetiva bem mais otimista do nosso futuro. A relação com os nossos amigos vai ajudar-nos a alinhar os nossos pensamentos e a ficarmos mais otimistas.

A partir de dia 11, já temos a Lua em Peixes, e a energia volta a ser mais maleável, a sensibilidade cresce. Torna-se mais fácil sentir o que o outro sente e, por isso, tornamo-nos mais compreensivos e compassivos, com um maior desejo de diminuir o sofrimento alheio.

No dia 12, a Lua alinha-se com Vénus e com Neptuno, levando-nos a flutuar ao reino do amor ideal, a ter um vislumbre do amor incondicional… Estaremos bem mais dispostos a cultivar a paz e a harmonia nas nossas relações, estaremos mais virados para o lado doce da vida. E tanto que o mundo precisa de mais doçura, de mais amor, de mais beleza interior…

A nossa tendência pode ser querer preguiçar nos braços dos nossos amores e enchermo-nos de açúcar e mel. Faz parte e é bom, sem exageros, claro.

Dias de doce amor

Contudo, estamos perante uma fase excelente para elevarmos a nossa consciência e seria um desperdício gastar a oportunidade apenas num bolo cremoso…

A Lua Nova de dia 13 pode dar-nos umas lentes cor de rosa por um dia ou dois e amaciar-nos temporariamente a vida… O nosso trabalho interior está em praticar isto muito para além desta lunação.

Até dia 23 de Maio, todos os planetas estão em movimento direto, o que significa que podemos pôr muita coisa em andamento e a velocidade das nossas vidas vai aumentar bastante, em breve, quando o Sol entrar em Carneiro (dia 20).

Agora devemos lembrar-nos que a nossa vida é como um jardim, para que possamos cuidar dela da melhor forma. A verdadeira beleza não está apenas na fase da floração e dos arco-íris de pétalas, a verdadeira beleza encontra-se na continuidade dos ciclos, na renovação das folhas, no fortalecimento das raízes dentro da terra, nas sementes soltas ao vento, na diversidade que se complementa, nas visitas de abelhas, borboletas, e tantos outros que trabalham em conjunto e permitem a existência de esse ecossistema…

Portanto, não precisamos de cair na ilusão de que a beleza da vida está nesses momentos idílicos, devemos, isso sim, apreciar cada vez mais a beleza do Todo que é a nossa vida, com todas as suas fases e com todas as pessoas que já cruzaram o nosso caminho. Não precisamos de cair na ilusão de achar que o outro (ou o mundo) é ou poderá ser perfeito, algum dia… Mas podemos apreciar tudo o que o outro (e o mundo) tem de melhor, agora. E unidos, agora, com os olhos postos no melhor que temos e no melhor que podemos fazer, lançamos sementes cheias de força para construir uma vida (e um mundo) um pouco mais ideal.

7 de Março de 2021

Hoje é um dia de estabilidade, que nos permite algum tipo de conquista emocional.

Estamos disponíveis para um programa diferente, que nos permita fazer o melhor com as nossas circunstâncias terrenas.

Não é propriamente um dia de descanso, apesar de ser domingo…

A tendência é para arranjarmos formas práticas de organizar as nossas vidas.

Com tudo em ordem, incluindo as nossas emoções, podemos então aproveitar um pouco do que a natureza tem de melhor.

Em comunhão com a Terra
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

6 de Março de 2021

Hoje há oportunidade para treinar uma visão mais optimista.

É um bom dia para nos lembrarmos de como aquilo em que acreditamos vai ditar o que fazemos da nossa vida.

Temos uma espécie de «intervalo», para pensarmos acerca do que faremos mais tarde.

É um excelente dia para praticarmos mais a generosidade, a gratidão e a confiança, criando um fluxo mais positivo nas nossas vidas.

Seguindo o caminho

5-3-2021

Precisamos de ter atenção a reações e atitudes instintivas que precisam de ser libertadas.

Óbvio que queremos seguir em frente, mas aquilo em que acreditamos inconscientemente ainda nos prende.

Hoje é um bom dia para percebermos o que é que está nas nossas cabecinhas a impedir-nos de seguir o caminho.

Talvez tenhamos demasiadas certezas onde devem ser colocadas dúvidas. É importante saber escutar e estar disponível para aprender.

A nossa forma de fazer ou dizer algo pode não ser a melhor. Hoje, se estivermos dispostos a ser flexíveis, podemos aprender muito.

É também um bom dia para aprendermos a confiar mais na nossa intuição.

É importante escutar!
Photo by Magda Ehlers

3-3-2021

Sentimentos mais intensos, desejos e segredos vêm à tona, hoje.

As ligações emocionais têm muito a ganhar, porque há tendência para a aproximação e bons momentos íntimos, para quem tem a coragem de dar a conhecer mais um pouco de si.

A tendência é para aproveitar o momento e tentar escapar às “chatices”, que ainda assim vão continuar a morder-nos os calcanhares.

Como fugir e esconder nunca vai dar bom resultado, devemos tentar o nosso melhor para trazer algum grau de satisfação aos nossos deveres e responsabilidades.

Cuidado com as gratificações imediatas, como docinhos ou compras por impulso. Precisamos tomar as rédeas da nossa energia!

É um dia para ter conversas diferentes, um pouco desconfortáveis, mas que desvendam motivações e alinham corações.

Posições dos planetas no dia 3 de Março

4-3-2021

As perspetivas elevam-se, os horizontes alargam-se!

Hoje temos a capacidade de aceder a uma realidade mais alargada e de ajustar os nossos planos e ações de acordo com isso.

Navegando entre sonhos e objetivos grandiosos, o medo e a incerteza continuam lá, a segredar-nos aos ouvidos. Ainda bem, claro, ninguém gosta de se estatelar depois de um voo demasiado alto…

Mas não deixemos que o medo tome conta de tudo!

Hoje é um bom dia para dar mais um passo na concretização dos nossos grandes objetivos.

Photo by Ali Pazani on Pexels.com

2-3-2021

Depois dos aspetos estabilizadores de dia 1, temos agora momentos um pouco mais desafiadores.

Hoje são necessários pequenos ajustes . Sabemos bem que nem tudo são rosas, ou melhor, que nas rosas também há espinhos.

Que tipo de esforço podemos fazer hoje para tornar a nossa vida mais agradável, mais harmoniosa, mais bonita?

É provável que encontremos algum obstáculo que nos faça avançar mais um nível nas nossas capacidades de diplomacia e resiliência.

É dia de aprofundar relações, conhecendo e deixando conhecer um pouco mais do que se passa além das aparências.

Photo by Josh Willink on Pexels.com

1 de Março de 2021

Dia de encontros e conversas diferentes e agradáveis, que permitem melhorar todo o tipo de relações, com foco especial na base da amizade.

A mente mais clara e as ideias mais organizadas tornam o trabalho mais fácil e fluido.

É dia de equilibrar necessidades e vontades de várias partes e perceber como trabalhar em conjunto para chegar aos objetivos comuns.

Também é um bom dia para dar um toque diferente na aparência ou experimentar uma receita nova.

Photo by Anna Shvets on Pexels.com