Eclipse Lunar em Sagitário -5 de Junho-

Estamos a entrar na época de eclipses. Com certeza já devem ter notado o crescendo emocional e o culminar de determinadas situações.

O primeiro eclipse será na Lua Cheia em Sagitário, dia 5 (eclipse lunar).

Estamos perante os primeiros eclipses desde que os nodos da Lua mudaram de signo e, portanto, o nosso foco muda de área: Se nos últimos tempos estivemos a melhorar a nossa vida familiar e a fortalecer a nossa base emocional, agora o foco muda para a nossa atividade mental e social.

A Lua em Sagitário marca uma necessidade de ir mais além, para sentir liberdade e descobrir o mundo, explorar. Traz-nos esperança e otimismo, que bem precisamos.

Esta Lua, em especial, traz-nos a oportunidade para alterar a rota, pois vamos perceber melhor para onde nos estamos a dirigir e ajustar a estratégia. Existe uma forte necessidade de aprender, de nos expandirmos intelectualmente.

Tudo isto vem associado a uma alteração do nosso modelo mental. Todos temos um sistema de crenças, construído pela interpretação que fizemos das nossas vivências (e pela forma como nos convenceram a interpretar essas mesmas vivências), que nos fazem agir e reagir de determinada forma.

Pois é, chegou a altura de desconstruir pelo menos um pouco desse sistema de crenças que tomamos inconscientemente como «Leis». Chegou a altura de nos questionarmos – Porque fazemos o que fazemos? – para nos limparmos de programas mentais que nos impedem de ser felizes e de nos sentirmos bem sucedidos na vida.

É altura de explorar determinadas formas de ser e de repensarmos se realmente queremos ser assim. Temos capacidade para nos moldarmos, para nos reinventarmos. Seria tão bom que começássemos a usar mais as nossas capacidades a nosso favor…

Como todos sabemos, é raro, ou talvez impossível, alguém mudar sem que a vida o desafie…

Portanto, alturas de mudanças são alturas de desafios…

Mercúrio (em Caranguejo) fará, na altura do eclipse, uma quadratura com Quíron, trazendo-nos memórias dolorosas que têm o potencial de controlar o nosso comportamento no presente… É importante usar o passado para aprender e fazer novas escolhas agora, em vez de repetir os mesmos erros…

Vénus tem um papel crucial nesta fase. Está retrógrada, em conjunção com o Sol. É mais um sinal de reviver o passado – com o intuito de aprender e libertá-lo. É uma altura de encontros e desencontros, pessoas que se afastam, pessoas que se reúnem de novo.

É também uma altura de escolhas. Daí que seja primordial percebermos o que nos move, o que tem sido mais importante para nós – e se o devemos manter assim. O mais provável é que a nossa lista de prioridades precise de ser realinhada. Podemos estar a despender demasiada energia em algo que, afinal, não nos recompensa. Por conseguinte, temos deixado «murchar» áreas da nossa vida que precisam agora de muito cuidado e atenção.

Com o foco em Gémeos, queremos falar, trocar ideias, perceber tudo. Queremos perceber os outros, porque dizem o que dizem, porque fazem o que fazem… Mas não nos podemos esquecer do efeito espelho. É nos conflitos e nos desentendimentos que se abre uma brecha na nossa consciência para mudarmos os nossos padrões:

Será que falamos demais?

Será que nos fazemos entender claramente?

Será que somos demasiado agressivos a expressar a nossa opinião?

Será que sabemos escutar?

Muita atenção a estes conflitos e desentendimentos, pois Marte está a fazer quadratura a Vénus, ao Sol e à Lua, neste eclipse.

Marte em Peixes quer fazer-nos fugir, ir para um mundo só nosso, mergulhar nas nossas utopias, nos nossos sonhos… Contudo, vamos ter de fazer muitas, imensas concessões. E isso vai irritar-nos um pouco. Ou muito. Temos de adequar o nosso mundo idílico ao nosso mundo real:

Temos de comprar consoante o nosso orçamento;

Temos de chegar a acordos com as pessoas com quem convivemos;

E, muito importante, não podemos parar nem fugir, só porque não sabemos como vai ser a seguir: Temos de aprender a confiar, continuando a dar um passo de cada vez.

É bom reunirmos mais informação, discutirmos mais aquele assunto, é ótimo fazer aquela outra formação, voltar àquele curso… Mas é imprescindível confiar, acreditar.

Alguém disse um dia: «Se achares que és capaz, tens razão. Se achares que não és capaz, tens razão».

Só faremos aquilo que achamos que seremos capazes. Por isso, é essencial fortalecermos a nossa autoestima, tomando ações que sejam benéficas ao nosso crescimento: investir na nossa saúde, investir na nossa imagem, investir na nossa educação…

Ao mesmo tempo, há que voltar a delinear objetivos, uns realistas, que nos possam dar pequenas sensações de conquista, que nos mantêm no caminho, com esperança.

Mas também é preciso almejar mais alto, ter objetivos de sonho, quase impossíveis de realizar, ou que acreditemos mesmo ser impossíveis, porque são esses que dão cor e sentido à vida e que nos vão obrigar a crescer, a alargar o nosso campo atual de possibilidades.

Desejo-vos um excelente eclipse!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: